• ACIN
    NHANDEARA

    Seja bem vindo ao nosso portal!

    saiba mais
  • PROJETO
    LEÃO AMIGO
    saiba mais
  • PORTAL
    EDUCAÇÃO
    saiba mais
  • PLANOS ESPECIAIS

    Descontos especiais em Planos de Saúde empresariais.

    saiba mais
  • CONSULTORIA
    JURÍDICA

    Confira nosso serviço de consultoria jurídica.

    saiba mais
stopplay
Detalhes da Notícia
ACIN emite Carta de Repúdio a Alta Tributária proposta pelo Governador de SP

A ACIN – Associação Comercial e Industrial de Nhandeara emitiu uma Carta de Repúdio sobre a Alta Tributária proposta pelo Governador do Estado de São Paulo e aprovada pelos deputados na ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Confira abaixo a íntegra:

Comunicado:.

Assunto: Carta de Repúdio

Para a População de Nhandeara e Região.

A Associação Comercial e Industrial de Nhandeara repudiam, com veemência, a Alta Tributária proposta pelo Sr. Governador João Daria e aprovada pelos deputados da ALESP.

Votaram SIM para o aumento dos impostos de ICMS, os Deputados Estaduais eleitos que representam nossa região: Dep. Itamar Borges, Carlão Pignatari e Analice Fernandes.

A atitude destes Deputados em aprovar esta LEI, que aumenta vários impostos e o ICMS dos Alimentos, prejudicando os mais pobres e diminuindo a sua renda.

Esta atitude tem nome; chama-se: Traição.

Estes Deputados eleitos pelo voto dos cidadãos que confiaram em suas promessas, dizendo ser filhos da nossa terra, com sorrisos, tapinha nas costas e prometendo nos representar e defender a vontade e os interesses do povo; agora nos traem.

Eu conluio com seu novo melhor amigo, o Governador João Daria, aprovam leis que prejudicam os mais humildes, apunhalado covardemente pelas costas, cidadãos inocentes que confiaram em suas promessas políticas. Isso; não será esquecido.

Neste momento de grave recessão, é inconcebível falar em aumento de impostos. Quando o Sr. Governador fechou tudo e estimulou o #fiqueemcasa, deveria saber que a que a na arrecadação era inevitável e deveria ter tomado as medidas para evitar o rombo fiscal, assim como todas as famílias que são gestores de verdade sabem fazer.

O Governador repassar agora a fatura para o trabalhador, é incompetência.

Onde está, o tal' Gestor?